Grolli, Nadson e Rossi: Chapecoense apresenta primeiros reforços para 2017

Esporte 04/01/2017 às 13:34


Pouco menos de um mês após apresentar Vagner Mancini como técnico e Rui Costa como executivo de futebol, a Chape apresenta seus primeiros reforços para 2017. Entre os atletas apresentados está o zagueiro Douglas Grolli, atleta formado nas categorias de base do clube, que vem por empréstimo do Cruzeiro. O meia Nadson, ex-Paraná, e o atacante Rossi, ex-Goiás também já vestem a camisa da Chapecoense.
 
- Esse atleta que está na minha esquerda (Grolli), lado do coração, é um atleta que esteve aqui no início de nossa caminhada em 2010, quando o clube iniciou com uma gestão administrativa qualificada. Grolli era um atleta da base e que participou do grupo naquele ano. Hoje ele retorna com a missão de recomeçar tudo aquilo que ele já tinha começado conosco. Fazer da Chape um time com objetivos, com responsabilidade, com comprometimento visualizando sucesso - afirmou o presidente Plinio David De Nes.
 
Para Grolli, a volta é com muita responsabilidade. O defensor sabe que a missão passa por atletas que entendam a cidade e o contexto com o clube.
 
- É um prazer imenso estar de volta aqui no clube que me proporcionou tantas coisas, onde eu nasci e ressurgi para o futebol. Hoje estou com esse grande objetivo de ajudar a Chape na reformulação. Já era do meu interesse voltar e ajudar e eu espero fazer um grande ano - disse Groli.
 
O atacante Rossi se destacou em 2016 pelo Goiás. Agora na Chape, ele promete doação para recompensar a confiança da diretoria e trazer alegrias aos torcedores.
 
Muito feliz em estar aqui hoje. Agradeço ao presidente Plinio e ao Rui pelo esforço, vou fazer valer a pena o esforço. Podem contar comigo, torcedor, diretoria e cidade de Chapecó. É um clube que vai ter uma responsabilidade imensa de atuar, mas eu estou muito feliz pela pressão, porque jogador gosta de pressão e eu não sou diferente. Vou procurar dar o meu máximo para ajudar.
 
O meia Nadson foi outro atleta apresentado. Segundo o jogador, o interesse da Chape existia desde o ano passado, mas o Paraná não aceitou negociar. Agora, o jogador fala em honrar os colegas que perderam a vida no acidente aéreo.
 
- Estou muito feliz em representar a Chapecoense. Tive um contato em setembro do ano passado, quando o Hyoran se machucou, mas infelizmente o Paraná não liberou. Esse ano deu certo e eu posso estar aqui e honrar os que se foram. Claro que vai ser o time mais visado de 2017 e a responsabilidade dobra, mas temos que dar o nosso máximo para deixar a torcida feliz.
 
A dois dias de começar a pré-temporada, o clube ainda não tem uma equipe formada para começar os trabalhos, mas de acordo com a diretoria, Mancini terá jogadores suficientes já na sexta-feira. Nesta quarta, o volante Andrei Girotto esteve na Arena Condá e deve ser apresentado como reforço em breve.
 
Além dos três atletas apresentados, a Chapecoense já tem definida as situações do goleiro Elias, ex-Juventude e também do meia Dodô, ex-Figueirense. O clube não confirma outros jogadores, mas está próximo de acerto com os laterais Zeballos e Reinaldo, o volantes Moisés e os atacantes Túlio de Melo, Wellington Paulista e Niltinho.
 
VITRINE DO CARIRI
GE

Compartilhe isso

Comentários