Circuito Cardume chega à última semana com cinco espetáculos de teatro e dança

Entretenimento 24/01/2017 às 19:02


O Circuito Cardume se despede do público paraibano com cinco espetáculos de teatro e dança. Na última semana da temporada 2017, serão realizadas nove apresentações. Nesta quarta-feira (25), às 20h, alunos do curso de teatro da Funesc se apresentam no palco do Paulo Pontes com “O Santo e a Porca no Auto da Boa Preguiça”. Os ingressos custam R$ 5 (meia entrada) e R$ 10 (inteira). Nesta quinta (26) e sexta-feira (27), às 20h, no mesmo palco, a atração é o espetáculo de dança Baile Muderno, com a Cia. Fuá de Terreiro. O acesso custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada).
 
As apresentações do sábado (28) e domingo (29), se concentrarão no Teatro Santa Roza. Às 17h, a atração é a peça “Os Saltimbancos Atrapalhados”, com o grupo Saltimbancos. O acesso custa R$ 10 (meia entrada) e R$ 20 (inteira).
 
Nos mesmos dias, no jardim do teatro, enquanto espera pela atração do palco principal, o público poderá acompanhar, às 19h, o espetáculo gratuito “Maria das Águas”, com alunos do Curso de Teatro da Funesc. Fechando o Circuito Cardume deste ano, o Grupo Lavoura se apresenta, sempre às 20h, com “O Último Édipo”. A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).
 
Sobre o projeto Circuito Cardume - Tomando como base a ideia de coletivo e a perfeita sincronia entre os integrantes de uma mesma equipe, os peixes que habitam os espelhos d’água do Espaço Cultural José Lins do Rego serviram de inspiração para o nome do projeto de ocupação lançado pela Funesc na primeira semana de janeiro. A edição de 2017, que teve início no dia 5 de janeiro, se estende até o dia 29, contemplando os segmentos de teatro, dança e circo.
 
O projeto nasce da necessidade de ocupar esses locais durante o mês de janeiro, além de oferecer mais uma opção de lazer aos turistas que visitam a Capital paraibana durante o período de alta estação.
 
O Cardume é uma iniciativa da Funesc desenvolvida por meio das coordenações de teatro (Suzy Lopes), dança (Ângela Navarro) e circo (Diocélio Barbosa), áreas envolvidas no projeto. Além de estabelecer uma consistente agenda de programação ao longo do mês de janeiro, o projeto dá acesso ao público em geral ao que está sendo produzido na cena paraibana. 
 
VITRINE DO CARIRI
Ascom

Compartilhe isso

Comentários