Em clássico, Botafogo-PB vacila e perde para o Campinense no Almeidão

Esporte 02/02/2017 às 09:35


 Clássico é clássico e vice-versa. O maior chavão do futebol se fez valer na noite desta quarta-feira (1º), no estádio Almeidão, em João Pessoa, pela sétima rodada do Campeonato Paraibano de 2017.  Em crise, o Campinense venceu o líder Botafogo-PB, se reabilitou na competição, e ganhou ânimo para a sequência da competição.

 
Com muitas falhas no sistema defensivo, o Belo deu espaços que vem sendo frequentes na temporada, já manjados pelos adversários. E foi daí que a Raposa se aproveitou, mesmo depois de sair atrás do placar, virou o jogo, e levou sua segunda vitória na competição após sete partidas.
 
E foram os rubro negros que criaram a primeira boa chance do jogo. Aos 9 minutos, a bola foi cruzada na área e a defesa botafoguense afastou. Da meia lua, no rebote, Casagrande acertou uma bonita bicicleta e obrigou Michel Alves a se esticar todo para mandar o lance para escanteio.
 
Três minutos depois, o Botafogo-PB respondeu com Gustavo, que deu um chutão para frente, Paulo Paraíba não conseguiu cortar, e Rafael Oliveira se aproveitou, ganhou na velocidade, protegeu com o corpo, invadiu a área e encheu o pé direito para mandar a bola, que ainda beliscou a trave direita, para o fundo da rede, abrindo o placar no Almeidão.
 
E só dava Belo depois do gol. Aos 14, Fernandes deixou o marcador no chão, invadiu a área e bateu prensado. Ele conseguiu recuperar e rolou para Wanderson, que tocou no cantinho, mas Negreti esticou o pé esquerdo e mandou a bola pela linha de fundo.
 
Aos 28 minutos a Raposa reagiu, e em grande estilo. Ronaell fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e tocou para o meio da pequena área, onde Thiago Orobó, de carrinho, mandou a bola para o fundo do gol e empatou o jogo.
 
Um minuto depois, quase a virada. Filipe Ramon lançou Casagrande, que apareceu entre o lado direito da defesa botafoguense, invadiu a área e chutou de esquerda cruzado, mas a bola passou pelo lado esquerdo de Michel Alves.
 
O jogo começou a ficar pegado, com muitos cartões sendo distribuídos devido a faltas mais violentas. Depois de empatar, o Campinense mudou a formação tática, deixou o Gilmar como atacante pelo lado, e passou a jogar da mesma maneira que o Botafogo-PB, e a partir daí passou a ter mais controle do jogo.
 
Mas a oportunidade boa de marcar apareceu para o Belo. Aos 40, Marcinho recebeu livre na área, girou e soltou a bomba de pé direito, mas a bola passou por cima da meta raposeira com bastante perigo.
 
Porém, aos 44 minutos, a superioridade do time da Rainha da Borborema deu resultado. Thiago Orobó cortou da esquerda para a direita e chutou, mas Gustavo bloqueou o arremate. Na sobra, Filipe Ramon pegou na meia lua, driblou para o lado direito, e de pé direito bateu cruzado, sem chance de defesa, e virou o placar da partida.
 
Segundo tempo
 
Na volta do intervalo o treinador botafoguense resolveu mandar o time para frente. Primeiro trocou Wanderson por Biro Biro para aumentar a velocidade pelos lados. Depois Warley entrou na vaga de Diogo Campos e formou uma dupla com Rafael Oliveira para explorar as jogadas aéreas.
 
Por sua vez, Sérgio China recuou o Campinense, armando um sistema defensivo sólido, deixando o Belo sem muitas opções, principalmente com seu meia de criatividade, Marcinho, muito apagado em campo, sem conseguir dar sequência a praticamente nenhuma jogada, tanto que mesmo com as alterações na linha de frente, o primeiro lance perigoso do segundo tempo veio em uma bola parada do time da casa. Aos 25 minutos, Gustavo cobrou falta da meia direita com muita categoria. A bola foi por cima da barreira mas triscou na divisa entre a trave e o travessão do lado esquerdo da meta de Glédson e foi pela linha de fundo, com muito perigo.
 
O Belo se assanhou com o lance e no minuto seguinte Biro Biro desceu bem pela direita, cortou para o meio e chutou de perna esquerda, rasteiro, com muito perigo, e a bola passou raspando a trave direita da Raposa. Mas ficou por isso mesmo.
 
A derrota por 2 a 1 deixa o Botafogo-PB ainda na liderança do Paraibano, com 15 pontos, mas apenas um a frente do Treze, novo segundo colocado. O próximo compromisso botafoguense será domingo (05), pela Copa do Nordeste, contra o Vitória-BA, no Almeidão.
 
Já o Campinense se reabilita, chega a nove pontos e sobe para a sexta colocação, dois pontos atrás do Inter-PB, quarto colocado. No domingo (05), a Raposa vai até Fortaleza enfrentar o Uniclinic-CE, pelo Nordestão.
 
Ficha técnica
 
Botafogo-PB 1 x 2 Campinense
Campeonato Paraibano 2017 (7ª rodada)
Estádio: Almeidão (João Pessoa)
 
Arbitragem: Éder Caxias; Oberto Santos, Griselildo Sousa
 
Gols: Rafael Oliveira (B); Thiago Orobó, Filipe Ramon (C)
Cartões amarelos: Diogo Campos, Biro Biro, Warley (B); Thiago Orobó, Fernando Pires, Filipe Ramon, Joécio, Duda, Magno (C)
 
Botafogo-PB: Michel Alves, Gustavo, Gustavo Henrique, Luiz Paulo (Marquinhos); Djavan, Fernandes, Marcinho; Diogo Campos (Warley), Wanderson (Biro Biro), Rafael Oliveira. Técnico: Itamar Schulle.
 
Campinense: Glédson, Negreti, Joécio, Paulo Paraíba, Ronaell; Magno, Fernando Pires, Gilmar, Filipe Ramon (Renatinho); Thiago Orobó (Tcharlles), Casagrande (Duda). Técnico: Sérgio China.
 

Compartilhe isso

Comentários