Caraúbas ganhará mais três sistemas dessalinizadores através do programa Água Doce

Regional 11/02/2017 às 09:14


 A Prefeitura Municipal de Caraúbas em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e o Governo do Estado através do Programa Água Doce irão inaugurar no próximo mês de Março 03 (três) sistemas que irão beneficiar os moradores das comunidades de Frades, Curralinho e Passagem.

 
Mais de 1000(mil) famílias das três comunidades citadas passarão a ter água doce para o consumo diário. O Programa constitui de recursos Federais e Estaduais através de um convênio entre o Ministério do Meio Ambiente e a Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia. A contra partida do município é a desapropriação da área escolhida e o pagamento da energia e do operador do sistema.
 
Desde 2011, na gestão do saudoso ex-prefeito Severino Dudu que o município de Caraúbas foi contemplado com a implantação de 06(seis) sistema de dessalinização, dos 93 (noventa e três) disponibilizados pelo Ministério do Meio Ambiente para o Estado da Paraíba. O Ministério visitou o município de Caraúbas em Março de 2011, haja vista, ter sido selecionado pelos critérios técnicos apresentados e inserindo a obrigação de recuperar os sistemas construídos pela Fundação Banco do Brasil.
 
A metodologia adotada pelo Ministério em relação ao Programa Água Doce foi alicerçada em critérios para atendimento das comunidades rurais. Entre esses critérios, quatro foram fundamentais para inserir o município no Programa, denominado índice de Acesso a Água no Semiárido. O IDH municipal, dados de 2000, taxa de mortalidade de crianças menores de um ano por mil habitantes por município (DataSUS) – dados de 2005, pluviometria (mm/ano) – média histórica de 1960-1990 e intensidade da pobreza dados de 2000.
 
Após a inserção do município, houve inúmeros critérios para inclusão das comunidades. Os levantamentos foram realizados através de dados oficiais e visitas a campo quando da realização do diagnóstico socioambiental e técnico. Entre estes critérios era essencial a existência de pelo menos 20 (vinte) famílias num raio de um km do poço já aberto, escolas, posto de saúde, área propícia a construção do sistema, comunidade sem atendimento de água por adutora, longe de barragens e com poucas cisternas implantadas. Este diagnóstico foi realizado nos anos de 2012 e 2013.
 
Com a seleção das comunidades foi efetuado um teste de vazão no poço para saber o potencial. Neste caso a vazão mínima necessária era de 1000 litros por hora, para instalar o equipamento mais simples. A quantidade de água a ser distribuída para a comunidade varia em função da oferta de água do poço/*sistema e da quantidade de pessoas a serem beneficiadas, porém a recomendação é de no mínimo 5litros/dia/pessoa.
 
Após o teste de vazão, foram coletadas amostras de água para análises físico-químicas e bacteriológicas, sendo limite mínimo 1000ppm de sal e máximo de 10000ppm.
 
Para a construção dos sistemas é utilizada uma área de 30x40m ou 40x30m, mais 3x3m para o poço, se estiver fora da área do sistema.
 
As comunidades de Frades, Curralinho e Passagem deverão receber das mãos do Governador Ricardo Coutinho, do prefeito Silvano Dudu e do representante do Ministério do Meio Ambiente no próximo mês de Março os sistemas prontos para operar e servir água doce para toda população.
 
VITRINE DO CARIRI
Com Seplacom

Compartilhe isso

Comentários