Deputado enfatiza “grandes nomes” do grupo para o governo e diz que RC precisa “inventar” candidatura

Política 16/03/2017 às 21:00


 Apesar da distância para o pleito eleitoral, que acontecerá em outubro do próximo ano, o assunto permanece pautado pelo políticos paraibanos. O deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSDB) não hesita em reconhecer a vantagem que seu partido e os aliados têm em relação aos candidatos, já que ele afirma que o governador Ricardo Coutinho (PSB) não possui essa conveniência.

O tucano ressalta os vários nomes que podem ser candidatos ao governo da Paraíba em 2018 e cita os exemplos de insucessos do PSB. “O que nós temos de positivo para essas próximas eleições são vários nomes, como o de Cássio, José Maranhão, Romero e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. Já o que falta na base governista é justamente isso: nomes, o governo vai ter que se apegar mais uma vez, como aconteceu em 2012 e 2016, e inventar uma candidatura aos ’45 do segundo tempo’, como foi com Estela e Cida”.
 
Em relação aos prefeitos das duas maiores cidades da Paraíba, Romero Rodrigues (PSDB) e Luciano Cartaxo (PSD), Bruno enfatiza que eles estão corretos em buscar viabilidade para concorrer ao cargo. “É natural que eles queiram disputar o governo, afinal estão mostrando muito trabalho tanto em Campina Grande, como em João Pessoa. O que precisa ser discutido sobre quem será o candidato da nossa coligação é a viabilidade, quem for o candidato precisa conquistar isso e claro, a moeda, que na política é o voto. Então, é preciso construir tamanho para chegar à mesa para participar do debate intenso dessas eleições.”
 
Bruno lembra ainda da pesquisa divulgada pelo Blog do Gordinho, da 6 Sigma, que avalia o gral de conhecimento dos candidatos. “É claro que me brilha os olhos ter um candidato do PSDB, mas fazendo uma análise dessa última pesquisa que foi veiculada pelo Blog do Gordinho, sobre o nível de conhecimento dos candidatos, vemos uma barreira em Romero que precise ser mais conhecido, enquanto Luciano tem mais de 60%, Romero tem um pouco mais de 30%. Por outro lado temos Cássio que tem um recall enorme, nao tem um paraibano, que goste ou não, que não conheça Cássio, José Maranhão e hoje Ricardo. Luciano então, já vem fazendo isso, indo nas cidades”.

Compartilhe isso

Comentários