Maior evento de tecnologia do mundo acontecerá em Salvador pela primeira vez

Cultura 04/04/2017 às 21:29


 Entre os dias 9 e 13 de agosto, Salvador irá sediar, pela primeira vez, o maior evento de tecnologia do mundo: a Campus Party. Com cerca de 300 horas de conteúdo entre palestras, competições e workshops, o evento reúne jovens geeks e nerds da tecnologia em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital.  A Arena Fonte Nova será o palco desta estreia e contará com mais de 30 áreas de conhecimento funcionando 24 horas seguidas durante 5 dias.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3) pelo governador Rui Costa, pelo secretário estadual de Ciência Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça, e pelo presidente da Campus, Francesco Farruggia, em uma coletiva de imprensa na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). A realização prevê impactos na economia, no turismo, nas pesquisas e na educação da Bahia.
 
Com a iniciativa, a cidade entra para o círculo internacional do evento, nascido na Espanha e que acontece em países como Singapura, Índia, Itália, Inglaterra, Estado Unidos, México e Argentina. Segundo o governador Rui Costa, esta “é uma oportunidade, eu diria, de difundir a nossa gente, a nossa cultura, as belezas da nossa Bahia e, com isso, ampliar o nível de conhecimento do nosso estado, o que ativa e é bom para o turismo também”.
 
De acordo com Farruggia, são 500 mil campuseiros (como são conhecidos os participantes) espalhados pelo mundo e que terão a oportunidade de se reunir com os jovens baianos para compartilhar conhecimento, criações tecnológicas e experiências. São esperados, pelo menos, 4 mil campuseiros e 30 mil visitantes. “O que a Campus faz é unir jovens, e também trazemos os melhores do mundo em 30 áreas de conhecimento para que ensinem a eles o que está acontecendo de novo no mundo hoje”, disse.
 
O evento, que comemora dez anos de realização no Brasil, também contará com um espaço aberto ao público e com entrada gratuita, o Open Campus, com diversas atrações ligadas à inovação e tecnologia. Além disso, uma área de convivência vai abrigar 1,5 mil barracas de acampamento, segundo Farruggia.
 
Entre os dias 9 e 13 de agosto, Salvador irá sediar, pela primeira vez, o maior evento de tecnologia do mundo: a Campus Party. Com cerca de 300 horas de conteúdo entre palestras, competições e workshops, o evento reúne jovens geeks e nerds da tecnologia em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital.  A Arena Fonte Nova será o palco desta estreia e contará com mais de 30 áreas de conhecimento funcionando 24 horas seguidas durante 5 dias.
 
O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3) pelo governador Rui Costa, pelo secretário estadual de Ciência Tecnologia e Inovação, Vivaldo Mendonça, e pelo presidente da Campus, Francesco Farruggia, em uma coletiva de imprensa na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). A realização prevê impactos na economia, no turismo, nas pesquisas e na educação da Bahia.
 
Com a iniciativa, a cidade entra para o círculo internacional do evento, nascido na Espanha e que acontece em países como Singapura, Índia, Itália, Inglaterra, Estado Unidos, México e Argentina. Segundo o governador Rui Costa, esta “é uma oportunidade, eu diria, de difundir a nossa gente, a nossa cultura, as belezas da nossa Bahia e, com isso, ampliar o nível de conhecimento do nosso estado, o que ativa e é bom para o turismo também”.
 
De acordo com Farruggia, são 500 mil campuseiros (como são conhecidos os participantes) espalhados pelo mundo e que terão a oportunidade de se reunir com os jovens baianos para compartilhar conhecimento, criações tecnológicas e experiências. São esperados, pelo menos, 4 mil campuseiros e 30 mil visitantes. “O que a Campus faz é unir jovens, e também trazemos os melhores do mundo em 30 áreas de conhecimento para que ensinem a eles o que está acontecendo de novo no mundo hoje”, disse.
 
O evento, que comemora dez anos de realização no Brasil, também contará com um espaço aberto ao público e com entrada gratuita, o Open Campus, com diversas atrações ligadas à inovação e tecnologia. Além disso, uma área de convivência vai abrigar 1,5 mil barracas de acampamento, segundo Farruggia.
 

Compartilhe isso

Comentários