Polícia faz operação contra desvio de terceirizada do Banco do Brasil

Brasil 06/04/2017 às 14:42


 Sete mandados de busca e apreensão e seis de condução coercitiva foram cumpridos nesta quinta-feira (6), em Cuiabá, durante a Operação Rapina, que apura desvio de peças de uma empresa que presta serviços terceirizados ao Banco do Brasil na área de informática. Conforme a Polícia Civil, os mandados foram cumpridos para coletar dados que auxiliem nas investigações sobre o caso.

Em contato com o Banco do Brasil, a assessoria de imprensa informou ter encaminhado a demanda para a empresa terceiriza, que até a publicação desta reportagem não havia se posicionado a respeito da operação.
 
A suspeita é de peculato - crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública. Peças teriam sido furtadas e notas fiscais emitidas de forma fraudulenta.
 
Ao todo, 40 agentes policiais participação da operação. A polícia busca levantar a quantia de material desviado da empresa que é controlada pela sociedade de economia mista do Banco do Brasil.
 
As investigações começaram a partir da denúncia de uma ex-servidora da empresa.

Compartilhe isso

Comentários