Paraíba é rebaixado e presidente decreta fim do clube e aponta erros

Esporte 07/04/2017 às 15:19


 Decepcionado com o rebaixamento do Paraíba, no Campeonato Paraibano de 2017, o presidente do clube Tico Miudezas, garantiu ontem o fim da história do tricolor no futebol profissional. Ele elencou um rosário de fatos que vai de erros de arbitragem a uma despesa de quase R$ 500 mil, que provocaram sua decisão.

“O Paraíba está fora do futebol, se depender de mim”, afirmou Tico, afirmando que, no início da temporada a folha salarial do clube chegou a R$ 102 mil, envolvendo jogadores, comissão técnica e pessoal de apoio. Este valor atual, segundo o dirigente, é cerca de R$ 40 mil.
 
As primeiras decepções do dirigente estão relacionadas com os erros de arbitragem, nas primeiras rodadas da competição. Ele fala ainda da falta de sorte, com o acúmulo das derrotas até a decadência cominando com o rebaixamento. “A empresa Paraíba Sport Clube está encerrada”.
 
Lamenta Tico Miudezas, a péssima campanha realizada pelo tricolor de Cajazeiras depois de 16 rodadas com apenas uma vitória, oito empates e sete derrotas. O time marcou dez gols e tomou 20 e tem o pior aproveitamento com 22,9%. O time teve o comando de três treinadores, Jorge Luiz, Alexandre Duarte e agora Neto Maradona.
 
O dirigente da Cobra Coral garante que ainda não fez o confronto financeiro para saber quanto gastou oficialmente, para destaca não ter dúvida do prejuízo financeiro acumulado ao longo da competição. Tico afirmou que uma das despesas está relacionada com a compra do ônibus que conduz a delegação, que custou R$ 190 mil.

Compartilhe isso

Comentários