Treze e Campinense começam a decidir semifinais do Paraibano nesta quinta

Esporte 20/04/2017 às 15:25


 Chegou a hora de separar os homens dos meninos.
 
Logo mais, às 20h30, no Amigão, Treze e Campinense começam a decidir quem vai para a final do Campeonato Paraibano 2017.
 
Consequentemente, o clube que conseguir avançar, abocanha também a pré-vaga do estado na Copa do Nordeste e a participação na Copa do Brasil de 2018, o que significa uma previsão de receita de no mínimo R$ 800 mil para a próxima temporada.
 
Para o primeiro jogo das semifinais, o Alvinegro é o mandante do Clássico dos Maiorais de número 401 na história. Por isso, o time de São José vai ocupar o vestiário de número, com sua torcida alocada no espaço onde tradicionalmente fica os raposeiros (à direita das tribunas, embaixo da marquise). Na geral também haverá inversão de lado dos torcedores.
 
No Galo, o técnico Celso Teixeira tem todos os jogadores à disposição. Ele fez mistério durante a preparação, fechando o treino da última terça-feira, no Amigão, local da partida.
 
A dúvida em relação à escalação trezeana gira em torno da escalação ou não de três volantes, levando em conta que Roger Gaúcho, Marcelinho Paraíba e Dico seriam nomes intocáveis no time titular.
 
Já no Campinense, que tem a vantagem de jogar pelo empate na soma do confronto de 180 minutos, a interrogação do técnico Ney da Matta está no setor esquerdo, tanto defensiva quanto ofensivamente. Os recém contratados Sávio (ala) e Sillas (atacante) estão regularizados.
 
O treinador pode optar pela saída de um meia (Fábio Gama ou Jussimar) para escalar o canhoto Sávio como um ponta, deixando Ronaell ou Gilmar fixo na lateral. O restante da formação, como o próprio treinador disse na coletiva, “não tem muito mistério”.
 
Arbitragem
 
João Bosco Sátiro da Nóbrega é o homem do apito para Treze x Campinense. Seus assistentes são Luis Felipe e Kildenn Tadeu, com Laurismar Alves e Gutemberg Pereira na regra três.
 
Prováveis escalações
 
Treze: Diego Martins, Ferreira, Fernando Lopes, Ítalo e Caíque; Robson, Patrick, Dedé e Roger Gaúcho; Marcelinho Paraíba e Dico. Técnico: Celso Teixeira.
 
Campinense: Glédson, Alex Travassos, Joécio, Paulo Paraíba e Ronaell (Sávio); Negreti, Magno, Fernando Pires e Fábio Gama (Jussimar); Augusto e Reinaldo Alagoano. Técnico: Ney da Matta.

Compartilhe isso

Comentários