Estudante do CDSA é selecionado para trabalho de educação ambiental em Reserva

Paraíba 12/05/2017 às 23:39


 O estudante Arhur Ribeiro Barbosa do curso de Tecnologia em Agroecologia do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG foi selecionado para atuar na educação ambiental numa ação da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Almas, localizada no Cariri paraibano em parceria com a Associação de Plantas do Nordeste. 

Será um trabalho de difusão de conhecimentos acerca da preservação da RPPN Fazenda Almas que envolverá as escolas que ficam no entorno da Reserva, nos municípios de Sumé, Livramento e São José dos Cordeiros e além dos estudantes pretende atingir professores e os secretários de educação desses municípios.
 
"Será uma grande experiência para mim, enquanto aluno, pois no cursos trabalhamos a questão da sustentabilidade, e nesse projeto passaremos para os alunos a importância da conservação da biodiversidade e a Fazenda Almas é uma área que tem um elevado grau dessa biodiversidade. Passaremos informações para outras pessoas para que tenham um conhecimento e a partir disso, possam conservar e preservar mais já que os índices de degradação do nosso ambiente são altíssimos", disse o estudante.
 
"Para mim, é uma grande responsabilidade, pois estamos levando o nome da UFCG/CDSA. Estarei concentrando esforços para além da difusão dos conhecimentos, trazer para o Centro o conhecimento que irei adquirir e compartilhar com a comunidade acadêmica".
 
"Nós, alunos do curso de Agroecologia, estudamos os sistemas naturais sob uma perspectiva da sustentabilidade, e é exatamente isso que a Fazenda Almas representa, uma área preservada onde estaremos reforçando a conservação e difundindo conhecimentos acerca dessa reserva, mostrando para as pessoas toda sua importância".
 
Para a professora Alecksandra Vieira de Lacerda, coordenadora do Laboratório de Ecologia e Botânica do CDSA e orienta o estudante, "é uma oportunidade onde o aluno poderá transformar o conhecimento adquirido com demonstrações práticas".
 
"Nós estamos liderando um programa de educação ambiental dentro do plano de manejo da RPPN e o público, é claro, envolvendo atores sociais que estão intimamente relacionados à Reserva, em sua área de entorno, para criarmos estratégias de sensibilização em virtude da conservação dessas áreas. Através do Arthur, estaremos atuando nas escolas, informando professores e alunos pois vemos estes alunos como agentes de multiplicação dos conhecimentos e envolvendo, com isso, toda sociedade", disse a professora.
 
A primeira grande ação, destaca a professora, será participar da Semana de Popularização da Ciência onde será apresentada a RPPN Fazenda Almas e seus potenciais. "O público atingido é muito abrangente, não só do Cariri, mas outras regiões". "A RPPN tem hoje problemas de impacto ambiental que são gerados por pessoas que estão um pouco mais distantes daquele ambiente. Estaremos abrindo vários canais para trabalhar a difusão sobre a biologia da conservação considerando como marcador a Reserva Fazenda Almas".
 
Uma das metas do Arthur Ribeiro será gerar um mapa de uso e ocupação da área - para identificar quem são os proprietários e o tamanho de cada propriedade no entorno da Reserva e com isso levantar o histórico de uso e ocupação. Através disso, diz a professora, "teremos os definidores de impacto, ou seja, quais são as pressões que são exercidas com esses atores sociais que estão nas interfaces direta com a Fazenda Almas".
 
A bolsa para atuação do estudante terá duração de dois anos e foi iniciada no mês de abril último.
 

Compartilhe isso

Comentários