INSS teve 43 computadores infectados em João Pessoa após ciberataques

Paraíba 16/05/2017 às 20:04


 Pelo menos 43 computadores do setor administrativo de gerência executiva do Instituo Nacional de Seguridade Social (INSS), em João Pessoa, na Paraíba, foram infectados, pelo vírus de um ciberataque mundial ocorrido na sexta-feira (12). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do instituto nesta terça-feira (16).

Apesar da confirmação da infecção dos computados, a gerência garantiu que não houve problema no atendimento ao público por conta do vírus.
 
Apesar disso, após as 15h da sexta-feira, todos os computadores do INSS na Paraíba foram desconectados da internet, por recomendação da sede em Brasília, e só foram reconectados na manhã desta segunda-feira (15).
 
A assessoria destacou que o problema atingiu apenas o setor administrativo em João Pessoa. Em Campina Grande, a gerência regional informou que não teve registro de infecção por vírus, mas as agências atenderam à recomendação de desconectar os computadores.
 
Ciberataques
Os ciberataques deixaram 200 mil vítimas, principalmente empresas, em ao menos 150 países, afirmou o diretor da Europol, Rob Wainwright, em entrevista à rede britânica ITV no domingo (14). O ataque foi feito por um vírus de resgate, um "ransomware". Ele embaralha os arquivos do computador, impedindo seu funcionamento normal. Para restaurar os arquivos e recuperar o sistema, vítimas tiveram pedido de pagamento de "resgate".
 
Imagens do vírus divulgadas na sexta indicavam que supostos autores estavam pedindo US$ 300 (cerca de R$ 950, mas os valores têm variado) pagos via criptomoeda anônima Bitcoin (que dificulta o rastreamento realizado por autoridades) até uma data limite.
 
TRT e MPPB ficaram fora do ar
O Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (TRT 13) e o Ministério Público da Paraíba (MPPB) decidiram retirar do ar seus sites após os ciberataques em larga escala que derrubaram sistemas de informações de empresas e instituições, na sexta-feira (12). Segundo os órgãos, a medida foi tomada por precaução.
 
O TRT 13 na Paraíba suspendeu todos os prazos processuais e regimentais, de 12 a 15 de maio de 2017, em toda a jurisdição da 13ª Região. Isto porque o sistema de consulta processual e demais serviços oferecidos pela instituição via internet ficaram suspensos durante o período.

Compartilhe isso

Comentários