Movimentos pró-impeachment de Dilma pedem saída de Temer

Política 18/05/2017 às 10:35


 Movimentos que lideraram os atos pelo impeachment de Dilma Rousseff pediram nesta quarta-feira (17) a saída do presidente Michel Temer após a revelação do áudio em que o mandatário teria dado aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

 
O coordenador do MBL (Movimento Brasil Livre) Kim Kataguiri afirmou que o grupo quer que Temer renuncie. O MBL se pronunciou nas redes sociais pedindo a saída do peemedebista.
 
Já o coordenador do Vem Pra Rua, Rogério Chequer, afirmou ainda estar "tomando conhecimento dos fatos" e que o movimento dará posicionamento em breve.
 
Apesar disso, uma postagem na página do Facebook da página trazia a foto de Temer, do senador Aécio Neves (PSDB-MG), e dos petistas Lula e Dilma com os dizeres "prendam todos" e "obstrução de justiça é crime gravíssimo".
 
Outros grupos que pediram a saída da petista, que sofreu impeachment em 2016, também entraram no coro pela saída de Temer.
 
O Nas Ruas publicou vídeo no Facebook em que coordenadoras afirmam que caso "se confirme o envolvimento" do presidente no caso revelado pelo jornal "O Globo", será "o primeiro a pedir o 'fora Temer'".
 
O Movimento Liberal Acorda Brasil pede o impeachment do peemedebista e eleições diretas.

Compartilhe isso

Comentários