Equipe paraibana vence etapa nacional e representa o Brasil na etapa mundial

Entretenimento 19/05/2017 às 20:16


 Um público de mais de mil pessoas lotou o cineteatro São Luiz, em Fortaleza (CE), na tarde desta quinta-feira (18/5), para assistir a final da etapa brasileira da Imagine Cup. No palco do tradicional e histórico ponto cultural da cidade, 15 startups duelaram pela chance de representar o país na final mundial, que acontece em Seattle, nos EUA, em meados de julho. As startups UpFish e Bubu Digital foram as vencedoras

A paulista UpFish, de São Paulo, encantou os jurados por uma inovação que monitora a produção de pescado em sistemas de aquicultura. A tecnologia – que envolve software e sensores – mede a qualidade da água, envia os dados para a nuvem e fornece dados que permitem, por exemplo, que o produtor melhore a qualidade da água. “Começamos a ideia há pouco mais de três meses. Com a vitória na Imagine Cup, creio que estamos prontos para transformar a ideia em um negócio e ter sucesso com ele”, diz Elton Soares, um dos empreendedores junto com Alfredo Cavalcanti e Carlos Milani.
 
O Bubu Digital, um projeto dos estudantes paraibanos Adjamilton Júnior, Rychard Guedes e Julio Coelho, também conquistou os jurados da competição da Microsoft. Os empreendedores por trás do projeto criaram uma chupeta eletrônica que monitora a temperatura corporal infantil. “A febre, causada por infecção, é uma das maiores causas de morte de crianças. A chupeta detecta a mudança de temperatura da criança e envia um alerta para os celulares dos pais dela”, explica Coelho. “Com o prêmio, damos mais um passo para lançar o projeto no mercado”.
 
Além dos bilhetes para viajar a Seattle e representar o Brasil na competição mundial, as duas startups ganharam do Instituto InnovAction a chance de participar de um programa de pré-aceleração. A ideia é ajustar ainda mais o negócio às necessidades de mercado.
 
A final da Imagine Cup ocorre na última semana de julho. Se uma das duas brasileiras levar o prêmio da Etapa Mundial, ganha 100 mil dólares e uma mentoria de Satya Nadella, CEO da Microsoft.
 
“Como a maturidade dos projetos brasileiros está muito alta, creio que temos grandes chances de trazer o troféu para casa”, diz Rodrigo Dias, gerente de programas acadêmicos e startups da Microsoft Brasil.

Compartilhe isso

Comentários