Temer reúne-se com Mariz e recebe defesa que será apresentada na CCJ

Brasil 02/07/2017 às 12:21


 O presidente Michel Temer se reuniu neste sábado (1), em São Paulo, com seu advogado, o criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, para discutir a defesa que será entregue na Câmara. Temer leu os argumentos que serão levados à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para rebater a acusação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O PGR afirma que Temer praticou o crime de corrupção passiva ao lado de seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures.

O presidente ficou com uma cópia da defesa, que ainda não foi finalizada. No material produzido até o momento, Temer não pediu nenhuma alteração. Após o oferecimento da denúncia por Janot, Mariz afirmou que o documento era uma “peça de ficção”.
 
Na CCJ, Temer terá até dez sessões plenárias para apresentar a sua defesa e de mais cinco para o relator, ainda não designado, emitir seu parecer. O relator vai produzir um parecer para informar se a comissão é contra ou a favor do pedido de autorizar a abertura de ação penal.
 
Da CCJ, o pedido deve seguir ao Plenário, onde a votação é nominal, com necessidade de dois terços dos deputados (342 dos 513) para que o STF possa instaurar processo.
 
Se não for formada a maioria exigida, a denúncia fica suspensa até Temer deixar o cargo de presidente.

Compartilhe isso

Comentários