Políticos da PB aproveitam recesso e fecham dobradinhas para 2018

Política 09/07/2017 às 18:09


 O período de recesso parlamentar na Assembleia Legislativa e Câmara municipais deu uma brecha à temporada de negociações para dobradinhas políticas entre pretensos candidatos a deputado nas eleições 2018. No clima do arrasta-pé das festas juninas, alguns 'casamentos' já foram selados, mas o mês de julho deve aquecer ainda mais as uniões. Pelo menos é o que esperam algumas lideranças que têm mantido os motores ligados pelas estradas do interior da Paraíba em busca de articulações para o próximo ano.

 
Após desistir de disputar o governo e embarcar no projeto de candidatura a uma vaga na Câmara Federal, Gervásio Maia (PSB) iniciou uma verdadeira peregrinação pelo estado em busca de apoio. Ainda com a incógnita no ar quanto a ser o nome do governador Ricardo Coutinho para a disputa ao governo em 2018, o presidente da Assembleia Legislativa tem pavimentado a candidatura a deputado federal. O projeto tem o apoio de colegas de bancada como Ricardo Barbosa (PSB), Adriano Galdino (PSB), Jeová Campos (PSB), Genival Matias (PT do B), Trócolli Júnior (PROS, e João Gonçalves (PDT).
 
Apesar da força, Ricardo Barbosa, que vai tentar reeleição na Assembleia, disse que também já costurou apoio a sua candidatura, mas com a dobradinha com outros candidatos a federal, como Efraim (DEM) e Wilson Filho (PTB). “É porque determinado prefeito que está comigo pede que naquela região eu apoie o deputado federal dele, então o apoio não é integral em todo o estado. Temos várias dobradinhas”, comentou Barbosa, que também tem feito perigrinação pelos municípios paraibanos ao lado do senador Raimundo Lira (PMDB), candidato À reeleição. 
 
Casadinha “puro sangue” também pretende fazer o deputado estadual Julys Roberto (PMDB) com o deputado federal Hugo Motta (PMDB), assim como o ex-vereador Marco Antonio (PHS), que apesar de não eleito no último pleito municipal, deve tentar uma vaga na Assembleia Legislativa em parceria com o ex-superintendente do Dnit, Expedito Leite, que busca a eleição para deputado federal.
 
Gadelhas em "pé de guerra"
 
No núcleo da tradicional família Gadelha, não deverão faltar drobradinhas. A folga junina serviu para ampliar as discussões internas para saber quem terá prioridade nas eleições do próximo. Certo é que “alguém deve sobrar na curva” ou ocorrer novos rachas na família. 
 
Em uma das disputas, de um lado está o ex-prefeito de Sousa e ex-deputado estadual André Gadelha (PMDB) que, após não ter sido reeleito prefeito de Sousa, vai tentar retornar à Assembleia Legislativa, e do outro o deputado estadual Renato Gadeha (PSC), que quer a reeleição em 2018. 
 
Além da disputa na estadual, para a federal há também complicações, já que o ex-deputado federal Leonardo Gadelha (PSC) pretende deixar a Presidência do INSS para disputar mais uma vez uma vaga na Câmara Federal. Também teria pretensões para o cargo o ex-deputado federal Marcondes Gadelha, presidente estadual do PSC. 
 

Compartilhe isso

Comentários