PSB/PB anuncia processo de expulsão de filiado preso por peculato e roubo

Política 12/07/2017 às 15:37


 Apesar de não pertenceram a um mesmo bloco político na Paraíba, o partido Podemos, comandado no Estado pelo deputado estadual Janduhy Carneiro, e o PSB, que tem como presidente o suplente de deputado federal, Edvaldo Rosas adotaram uma mesma postura, quando o assunto é a postura de seus filiados.

É que o PSB, assim como fez o Podemos, com o prefeito afastado de Bayeux Berg Lima, decidiu abrir um processo para expulsar de seus quadros o vereador Francisco de Chagas Medeiros, do PSB de São Mamede, após o filiado ter sido preso, acusado de vender equipamentos que pertenciam a Secretaria de Educação do Estado.

Segundo Rosas, o partido se reuniu na tarde de ontem, terça-feira (11), e acordou que o vereador não deve mais fazer parte do partido Girassol.

"O PSB da Paraíba não aceita esse tipo de comportamento de um parlamentar", adiantou o dirigente.

Chaguinhas de Medeiros, como é conhecido, foi autuado pelos crimes de peculato, roubo e crime contra a administração pública. Ele foi recolhido para o Presídio Romero Nóbrega, em Patos, onde permanece à disposição do Poder Judiciário, segundo adiantou o delegado da 15ª Seccional.

O socialista era aliado da deputada Estela Bezerra, do PSB, tendo apoiado sua candidatura a deputada em 2014 e recebido a reciprocidade da parlamentar, em 2016, na disputa municipal, quando emplacou o mandato de vereador.

Além de vereador, ele era também o presidente do PSB de São Mamede.  

Compartilhe isso

Comentários