Grupo Mulheres do Cangaço se apresenta na programação de férias na Capital

Entretenimento 15/07/2017 às 19:29


 O grupo Mulheres do Cangaço do Serviço Social do Comércio (SESC/PB) se apresenta neste domingo (16), às 17h, no anfiteatro da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A apresentação está inserida na programação de férias que teve início no dia 3 de julho. A entrada é aberta ao público de todas as idades.

O grupo foi fundado no ano de 2005, em João Pessoa, com o intuito de ampliar o conhecimento da cultura regional das pessoas de mais idade, por meio de apresentações artísticas. Os integrantes promovem em suas exibições as temáticas do sertão nordestino e fazem tributos a Maria Bonita, mulher do cangaceiro Lampião.
 
Ao todo, são 25 mulheres que compõem o grupo. Apesar de ser composto por pessoas da melhor idade, o grupo anima o público com um repertório com clássicos da música regional e coreografias que evidenciam a propagação dos costumes e tradições do povo nordestino. Elas ensaiam três vezes por semana durante cerca de três horas.
 
O professor e coreógrafo Pedro Cândido é o responsável pelo grupo que fundou há 10 anos. A agenda é sempre cheia, uma média de cinco shows por mês e nenhuma reclama. “As bichinhas (sic) não dão trabalho nesse vaivém todo. Elas gostam e ficam animadas. Devido à idade do grupo, o xaxado foi adaptado a um novo ritmo com passos mais leves”, afirma.
 
O figurino do grupo é uma criação de Irene Cavalcanti, 71 anos, estilista e costureira. A integrante do grupo Petronila Silva de 67 anos é a única que ainda trabalha, como bibliotecária. Socorro Costa, é professora de artes e confecciona bonecas de pano que são mostradas na dança.  Fátima Quirino compôs o hino de “As Mulheres do Cangaço”.
 
Feirinha de Troca de Livros – Também no domingo (16), às 16h, estará acontecendo a Feira de Troca de Livros, na área externa da Estação Cabo Branco, com a participação especial dos contadores de histórias José Carlos e Wellandro Duarte. No local haverá uma estante com livros de vários autores, em que o visitante poderá trocar livros literários. A Feira é uma das atividades do projeto Troca de Livros e Conhecimento que existe há mais de três anos na Estação Cabo Branco.
 
“Os livros devem está em condições de troca e não é aceito no projeto livros didáticos, apenas literários”, lembrou a chefe do setor de gestão educacional, Débora Carvalho.
 
Tai Chi Chuan – Ainda dentro da programação de férias, haverá neste sábado (15), oficina de Tai Chi Chuan, às 17h, na sala de práticas educacionais. As aulas são ministradas pelos professores da Federação Paraibana de Tai Chi Chuan, Artes, Filosofia e Ciências Orientais, Academia Plataforma Fitness. A entrada também é aberta ao público de todas as idades. Lembrando apenas que não é necessário efetuar inscrição para participar, basta apenas comparecer ao local com roupas leves e água.
 
Os movimentos feitos nas aulas buscam expor aos seus praticantes que além de relaxar e corrigir a postura, o tai chi chuan tonifica os músculos e alivia o estresse do dia-dia. As aulas são intercaladas com a realização de posturas, movimentos físicos, respiração, momentos de relaxamento e meditação.

Compartilhe isso

Comentários