Operação Gabarito não está nem na metade e novas prisões devem acontecer

Policial 25/07/2017 às 22:05


 O delegado de Defraudações e Falsificações de João Pessoa, Lucas Sá, afirmou nesta terça-feira (25) que a “Operação Gabarito” que investiga fraude em concurso público não está nem na metade das investigações e que prisões deverão acontecer a qualquer momento na Capital. “Novos pedidos de prisão já foram solicitados e estamos esperando decisão da Justiça”, afirmou.

Sem citar data, Lucas Sá afirmou que a próxima etapa da operação será realizada uma força tarefa nacional com a participação de vários estados brasileiros. “Estamos na fase de troca de informações entre os Estados e podem ter certeza de uma coisa: todos os envolvidos e suspeitos serão presos, principalmente na Paraíba”, avisou o delegado.
 
Ao falar sobre uma possível mudança que estaria para acontecer na Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, o delegado defende que o nome seja escolhido entre a categoria. “É um cargo que precisa de muita técnica e conhecimento policial daí a importância de ser ocupado por uma pessoa da área e com conhecimento de causa”, defendeu Lucas Sá.
 
Lucas Sá também falou que é contra a unificação das polícias Militar e Civil. Para justificar a sua opinião, ele afirmou que são duas instituições com formações e funções distintas e bem diferentes e que por isso a unificação não traria benefício algum. “O que precisa é de uma maior integração entre as duas corporações com troca de informações e com ações cada vez mais integradas”, destacou.  

Compartilhe isso

Comentários