Presidente do Belo se diz surpreso com proibição de torcidas organizadas

Esporte 28/07/2017 às 22:32


 A diretoria do Botafogo recebeu com surpresa a notícia de que as torcidas organizadas do clube estão impedidas de acompanhar a equipe na partida contra o CSA, no Rei Pelé. O veto às uniformizadas foi publicado na última quarta- feira (26), em uma resolução assinada pelo presidente da Federação Alagoana de Futebol, Gustavo Feijó.

De acordo com o cartola alagoano, a medida foi tomada para evitar mais um confronto entre as torcidas organizadas das duas equipes. No documento, ele cita que no jogo de ida, no Almeidão, diversos ônibus com caravanas de torcedores do CSA foram apedrejados após a partida.
 
Além disso, o dirigente proíbe a utilização de qualquer indumentária e objetos (faixas, bandeiras, camisas, bonés, símbolos, calções, agasalhos, toucas, etc), que identifiquem os associados das referidas torcidas organizadas.
 
O presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, também foi pego de surpresa com a resolução publicada pelo colega Gustavo Feijó. Na visão do dirigente, não compete à Federação vetar a presença de torcidas organizadas nos estádios.
 
“Vou até consultar o nosso assessor jurídico Marcos Souto Maior para ver essa situação, mas acredito que não seja uma decisão a cargo da Federação, e sim por uma ação judicial ou o próprio Ministério Público. Acho que não é uma prerrogativa de Federação até porque os ingressos são de responsabilidade do clube mandante”, opinou Amadeu.

Compartilhe isso

Comentários