Paraibano dá oficina no III Encontro Pernambucano da Prática Instrumental

Entretenimento 01/08/2017 às 15:03


 Começa hoje e segue até sexta-feira (4) o III Encontro Pernambucano da Prática Instrumental do Frevo. Realizado pelo Conservatório Pernambucano de Música, o evento tem a proposta de fomentar o diálogo entre alunos e prossionais da música que se dedicam à perpetuação do gênero detentor do título de Patrimônio imaterial da Humanidade. A ocasião também marca a comemoração pelos 87 anos do Conservatório, que abrirá as portas para shows, debates, exibição de lme e oficinas com os principais maestros e estudiosos do gênero no Estado.

A abertura será às 15h, com a exibição de 7 Corações, documentário que celebra vida e obra dos maestros Clóvis Pereira, Duda, Guedes Peixoto, Ademir Araújo, Zé Menezes, Edson Rodrigues e Nunes. Logo após, haverá debate com os homenageados, precedendo a apresentação da Orquestra de Frevo do Conservatório Pernambucano de Música Maestro Duda, sob regência do Professor Nino Celestino. Amanhã, será dado início às ocinas, que acontecem durante a manhã e a tarde. À noite, as apresentações serão da Orquestra Experimental da UFPE, com regência de Nilson Amarante, a partir das 18h, e da Orquestra Acadêmica do Paço do Frevo, às 19h30. Quinta-feira (3), a programação ganha adendo especial, com o lançamento do livro Arranjando Frevo de Rua, do professor Marcos Ferreira Mendes, o Marcos FM, cujas citações iniciais dialogam bem com o intuito do Encontro. “Ou a gente cuida do frevo, ou o frevo jaz”, apontam as aspas do maestro Ademir Araújo.
 
Quarto e último dia de atividades, a sexta-feira contará com a mesa redonda Caminhos do Frevo – passado, presente e futuro, com participação dos maestros Duda, Ademir Araújo, Edson Rodrigues e Spok, além de Getúlio Cavalcanti, Jota Michiles, Marcos FM e Henrique Albino. A mediação será do professor Leonardo Saldanha.
 
Heleno Feitosa Costa Filho, Costinha
É Mestre em Música e Bacharel em Fagote e Saxofone pela Universidade Federal da Paraíba (2012, 1990 e 2001, respectivamente).
 
Começou seus estudos musicais aos 10 anos de idade em sua cidade natal, Itaporanga-PB, com o professor Major Adauto Camilo, integrando posteriormente a “Filarmônica Cônego Manoel Firmino” do Colégio Diocesano D. João da Mata. Durante os estudos de Graduação (Bacharelado em Música-Fagote e Saxofone) foi orientado pelos Professores Egon Figueroa Hidalgo e José de Arimatéia Formiga Veríssimo, na Pós Graduação foi orientado pelo Prof. Dr. Luis Ricardo Silva Queiroz.
 
Tem sido convidado para atuar como artista e professor de fagote/saxofone em alguns dos mais importantes Festivais de Música do Brasil e para participar como solista e instrumentista de conjuntos de música de câmara e orquestras em concertos, shows e gravações de discos ao lado de artistas renomados nacional e internacionalmente, tanto na área da Música Erudita como nas áreas da Música Popular e Comercial.
 
Foi membro fundador do grupo de saxofones  JPSax onde atuou até o ano de 2012, com o qual gravou três CDS. Lançou seu primeiro CD solo “Costinha”, em 2005. Foi professor efetivo de Fagote/Saxofone da Universidade Federal do Rio grande do Norte de2004 a2008.
 
Atualmente é Professor efetivo de Fagote/Saxofone da Universidade Federal da Paraíba, Saxofonista do Caninga Trio e Coordenador do LAMUSI (Laboratório de Música Aplicada da Universidade Federal da Paraíba). Em outubro de 2013 lançou o seu segundo disco solo intitulado “Duas Palhetas”.
 
 
INSCRIÇÕES
Para participar das ocinas de percussão (com Adelson Pereira), sax (Costinha PB), orquestração (Marcos FM), trombone (Nilson Amarante), trompete (Roque Netto) e prática orquestral (Spok) é preciso se inscrever até hoje, na secretaria do Conservatório. As vagas são limitadas.
 
SERVIÇOS
III Encontro Pernambucano da Prática Instrumental do Frevo – De hoje até 4/8, no Conservatório Pernambucano de Música. Av. João de Barros, 594, Santo Amaro. Gratuito. Informações: 3183- 3400 e pelo site www.conservatorio.pe.gov.br

 

Compartilhe isso

Comentários