‘Não há nada que nos impeça uma reaproximação’, diz Maranhão sobre Ricardo

Política 12/08/2017 às 09:42


 O senador e presidente estadual do PMDB na Paraíba, José Maranhão, surpreendeu ao afirmar nesta sexta-feira (11), durante entrevista ao programa Balanço Geral, da 98 FM, que não existe nenhum empecilho para uma reaproximação com o governador Ricardo Coutinho (PSB). 

 
“Não há nada que nos impeça uma reaproximação”, afirmou o parlamentar, que continuou dizendo que “a política é a arte dos possíveis. Nós não devemos, por soberba, descartar as possibilidades”.
 
Sobre as eleições do próximo ano, Maranhão garantiu que o PMDB trabalha para ter candidato próprio ao governo do Estado. Também defendeu a união das oposições.
 
“A política só se faz com entendimento. Assim como o partido busca a união, esperamos que os outros também busquem essa união”, disse, revelando que existe a possibilidade de ser o candidato ao governo do Estado. “Se for convocado, não faltarei à missão”, afirmou.
 
Punição
 
Sobre a punição dada pelo PMDB ao deputado federal Veneziano Vital do Rêgo, o senador se mostrou contrário. “Eu não participei da reunião que definiu isso. Se estivesse votaria contrário, pois sou contra qualquer retaliação a companheiros, principalmente a Veneziano que é uma grande liderança do nosso estado”, disse.
 
Quanto à possibilidade de Veneziano pedir a desfiliação do PMDB, José Maranhão foi enfático: “Acredito que ele permanece no partido. Não tem nenhuma comunicação dele indicando esse caminho”, revelou.

Compartilhe isso

Comentários