Polícia Militar da Paraíba alerta para que vítimas não reajam a assaltos

Policial 02/09/2017 às 10:29


 Uma simples atitude pode fazer a diferença entre ser assaltado ou não. Independentemente da situação, a orientação da Polícia Militar é de não reagir a assaltos. Isso ajuda a vítima a preservar a sua integridade física e a própria vida. O Tenente Coronel Onivan, vice-diretor do Centro de Ensino da PM, deu dicas de como evitar assaltos. Assista abaixo.

 
"Algumas pesquisas que temos feito apontam que os momentos mais cruciais para o roubo é exatamente o momento que a vítima vai se aproximando do seu veículo, no momento em que ela vai desembarcar ou no momento que está saindo ou entrando em algum local. A primeira dica é que faça uma observação, que nós chamamos de 'leitura de cenário', verificando se nas proximidades não têm pessoas em conduta estranha. Exemplo: dois homens em uma moto ou um. A segunda dica é colocar os pertences no banco dianteiro assim que entrar no veículo, depois travar as portas, sai com o veículo e, em seguida, coloca o cinto de segurança. É o que chamamos de embarque seguro", explicou ele.
 
Um oficial da Polícia Militar recebe um treinamento de três anos até estar apto para ir às ruas, mas existem técnicas e métodos que qualquer pessoa pode fazer para não ser vítima de crime.
 
“A Polícia Militar desenvolveu um workshop, que chamamos de 'workshop de proteção pessoal', em que qualquer pessoa pode solicitá-lo”, disse o Tenente Coronel Onivan.
 
No caso de um ataque, por exemplo, golpes de judô podem imobilizar um criminoso de forma eficaz. É isso que a PM ensina a qualquer pessoa: uma defesa segura. Porém, a Polícia continua recomendando que não reaja caso não tenha o conhecimento das técnicas para evitar tragédias, como aconteceu na noite dessa quinta-feira (31) e na manhã desta sexta-feira (1º), na Paraíba.
 
Reações que falharam
 
Na noite dessa quinta-feira (31), um caminhoneiro foi morto a tiros após sofrer uma tentativa de assalto na Zona Rural da cidade de São João do Cariri, a 216 km de João Pessoa. Segundo a Polícia Militar, a vítima atropelou os dois supostos assaltantes, que trafegavam em uma motocicleta, antes de ser baleada.
 
De acordo com o sargento Custódio, da PM da cidade vizinha de Serra Branca, o caminhoneiro seguia, na companhia de um passageiro, por uma estrada vicinal que corta o sítio Curral do Meio quando a dupla suspeita tomou a frente do caminhão com a moto e anunciou o assalto. 
 
“Nesse momento, o condutor acelerou e atropelou os suspeitos, que caíram da moto e, mesmo feridos, foram logo atirando e atingindo a vítima, que morreu no local”, contou o sargento, acrescentando que o passageiro no caminhão não se feriu.
 
Nesta sexta-feira (1º), um segurança de uma escola particular foi atingido por tiros na cabeça ao tentar evitar um assalto, no Bairro dos Estados, em João Pessoa. Ele está em situação grave.
 
Conforme as imagens, duas mães chegam com crianças em dois carros. A dupla de moto dobra na esquina e aborda uma delas. A mãe é rendida por um deles e tenta proteger a criança enquanto entrega os pertences ao criminoso.
 
O segurança aparece logo depois e avança sobre o bandido para tentar contê-lo. O vídeo não tem áudio, mas é possível perceber quando o disparo é efetuado porque todos os que aparecem nas imagens se abaixam assustados.

Compartilhe isso

Comentários