Ruy e Diego são testemunhas de acusação em denúncia do MPPB no caso do IPM

Política 05/09/2017 às 22:25


 O presidente do PSDB na Paraíba, Ruy Carneiro e o braço-direito do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), ex-secretário de Comunicação, Diego Tavares, foram arrolados como testemunhas de acusação na denúncia formal do Ministério Público da Paraíba, que investiga um esquema de corrupção da Previdência Municipal de João Pessoa.

De acordo com o MPPB, Carlos Alberto Coutinho, irmão do ex-vereador e ex-superintendente do IPM-JP já falecido, Pedro Alberto Coutinho, teria se esforçado para manter a estrutura financeira criminosa, se reunindo com diversas lideranças paraibanas, entre elas, Ruy Carneiro, pedindo a sua intervenção.
 
Já Diego Tavares é citado em vários trechos, entre eles em um diálogo com um servidor que estaria envolvido no esquema. Ainda segundo a peça do MPPB, o servidor teria informado que precisava encontrar Pedro, e foi questionado se “teria feito o serviço” e ouve o ex-superintendente falar que “teria tido uma conversa muito boa com Diego”.
 
De acordo com a promotoria, Diego teria pressionado o servidor do IPM-JP para obter relações detalhadas de servidores e solicitado cruzamento de dados, supostamente por desconfiar de algum esquema no órgão.
 

Compartilhe isso

Comentários