Centro Cultural Pavilhão do Chá convoca artistas para fazer exposições

Cultura 23/09/2017 às 21:34


 Em menos de um mês da inauguração da revitalização da Praça Venâncio Neiva, o Centro Cultural Pavilhão do Chá voltou a ser considerado um ponto importante de arte e cultura da nossa Capital. Por conta disso, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da gestão de eventos do espaço, está convocando os artistas que quiserem realizar exposições gratuitas no local.
 
“Na primeira semana, o Chá Solidário movimentou o espaço e, na segunda, foi realizada a Primeira Semana Empreendedora do Pavilhão do Chá. E outros eventos estão por vir nos próximos dias. Exposições de fotografias, de artes, literárias e musicais. Todo tipo de manifestação cultural é bem-vinda”, revelou o gestor do Centro Cultural Pavilhão do Chá, Joubert Fonseca.
 
Ainda segundo o gestor, o Pavilhão do Chá tem um valor histórico e artístico da terceira Capital mais antiga do Brasil. “O Centro Histórico de João Pessoa voltou a ser frequentado por pessoenses e turistas. É importante agora frisar que o Pavilhão do Chá é um espaço público e está aberto para receber nossos artistas”, destacou.
 
Serviço – O artista que quiser fazer alguma exposição, oficina ou palestra no Centro Cultural Pavilhão do Chá é só procurar a administração no próprio espaço, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Quem preferir, também pode mandar email para pavilhaodocha@gmail.com com nome, telefone de contato, data a ser realizado e o conteúdo do evento.
 
Pavilhão do Chá – A Praça Venâncio Neiva foi entregue completamente requalificada pelo prefeito Luciano Cartaxo no último dia 31 de agosto e o Pavilhão do Chá passou a ser um Centro Cultural. O local agora é um espaço para diversas atividades culturais envolvendo as artes, como música, dança e literatura, além de exposições, oficinas e palestras.
 
Centro Histórico – Além do Pavilhão do Chá, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) já revitalizou, desde 2013, o Parque da Lagoa Solon de Lucena, as Praças da Independência, João Pessoa, 1817 e da Pedra, a Galeria Augusto dos Anjos, o Hotel Globo e o Centro Cultural Casa da Pólvora. Ainda estão em obras o Conventinho e a Villa Sanhauá, que é o primeiro projeto de moradia do Centro Histórico de João Pessoa e do Nordeste.
 
 

Compartilhe isso

Comentários