Cine Banguê retoma sessões e recebe a Mostra Itinerante For Rainbow

Cultura 30/09/2017 às 09:11


 Além retomar a programação regular – neste final de semana, o Cine Banguê, da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), receberá os filmes da Mostra Itinerante For Rainbow. Sessões no sábado começam a partir das 18h e após as exibições haverá debate com o público. No domingo, a exibição dos filmes terá início às 16h. A entrada será gratuita.

 
Serão exibidos na mostra seis curtas-metragens e uma média-metragem (documentários e ficções) produzidos em Pernambuco, Ceará, São Paulo e Rio Grande do Sul: ‘Entre Lugares: A invisibilidade do homem Trans’, de Luiz Carlos Nascimento e ‘Receita para trazer o seu amor de volta’, de Andrei Bessa; ‘Chanson D'amour"’, de Renata Prado; ‘O Melhor Amigo’, de Alan Deberton’; ‘De que lado me Olhas’, de Carolina de Azevedo e Elena Sassi; ‘On My Own’, de Yuri Yamamoto’; e ‘E tu tens medo de mim?’, de Renata Monte (CE).
 
A mostra une cinema e ativismo político LGBT para promover o debate sobre orientação sexual, identidades de gênero e diversidade sexual. A mostra em João Pessoa é uma realização da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (Semdh) e da Funesc.

Os filmes:

Entre Lugares: A invisibilidade do homem Trans – Esse curta pernambucano dirigido por Luiz Carlos Nascimento é um documentário com classificação livre. Tem um quê didático, contando a história de Leonardo Tenório e Luciano Palhano, dois homens que nasceram biologicamente mulheres.

Receita para trazer o seu amor de volta – Andrei Bessa é o diretor desse curta-metragem poético realizado no Ceará. A classificação é livre. E a sinopse é a seguinte: jovem prepara uma receita para trazer a pessoa amada de volta - outra garota. De forma poética e bem humorada, o curta revela um universo encantado onde só as pessoas apaixonadas conseguem chegar.

Chanson D'amour – Curta-metragem de ficção feito em São Paulo, tem direção de Renata Prado. Luiza se apaixona por Clara, a guitarrista da sua nova banda e compõe uma canção de amor, mas é perseguida pelo ex-namorado de Clara. A classificação indicativa é 16 anos

O Melhor Amigo - O curta metragem de Allan Deberton é uma história de amor platônico entre dois jovens universitários que dividem um apartamento. No elenco, destaque para Jesuíta Barbosa. Allan Deberton é diretor, roteirista e produtor, formado em cinema pela UFF. Teve como filme de estreia, Doce de Coco (2010). A classificação indicativa é 12 anos

De que lado me Olhas - Carolina de Azevedo e Elena Sassi dirigem esse curta, com classificação livre. Em Porto Alegre, sete pessoas oferecem suas perspectivas sobre uma importante realidade desconversada. Classificação livre.

On My Own – O diretor cearense Yuri Yamamoto mostra a história de um garoto em uma eterna busca: a procura de sua identidade, de forças para ser quem é, de alguém para apoiá-lo. Dúvidas e certezas, dois opostos muito naturais nessa idade. Classificação livre.

E tu, tens medo de mim? – Média-metragem de Renata Monte mostra retrata o processo de produção da peça "Quem Tem Medo de Travesti", do coletivo artístico As Travestidas. No elenco, Silvero Pereira, Alicia Pietá, Denis Lacerda e Jesuíta Lacerda. O filme conta a história de seus membros, a importância do teatro como agente de transformação social e a relação de travestis e transexuais com o preconceito e a violência. Classificação livre
 
VITRINE DO CARIRI
Assessoria

Compartilhe isso

Comentários