Com dois de Jesus, Brasil vence no Allianz Parque e tira Chile da Copa

Esporte 10/10/2017 às 23:07


 O Brasil encerrou em grande estilo a sua participação nas Eliminatórias: com um gol de Paulinho e dois de Gabriel Jesus em sua volta ao Allianz Parque, venceu por 3 a 0 e deixou o Chile fora da Copa do Mundo de 2018.

A Seleção fez 41 pontos, sendo 32 nos 12 jogos com Tite (dez vitórias e dois empates). Com sete jogos a menos, o treinador pontuou mais do que todos os outros times da competição. Os chilenos terminaram em sexto: fizeram os mesmos 26 pontos do Peru, quinto colocado e qualificado para a repescagem, mas perderam no saldo de gols. Uruguai, Argentina e Colômbia também vão direto para a Rússia.
 
Tanto brasileiros, despreocupados e com a vaga assegurada há tempos, quanto chilenos, muito mais tensos, inflamaram a arena do Palmeiras assim que a bola rolou. Não por causa de um golaço de Neymar ou grande jogada de Valdivia – que teve desempenho tímido em seu retorno ao estádio do Palmeiras –, mas pelo gol que o Equador marcou diante da Argentina antes do primeiro minuto do jogo em Quito. Os “hermanos”, com aquele resultado, ficariam fora da Copa do Mundo.
 
O primeiro tempo do jogo em São Paulo foi bem morno, o que deixou o estádio silencioso em alguns momentos. O estreante Ederson só precisou trabalhar uma vez no primeiro tempo, defendendo um cabeceio de Vargas logo aos dois minutos.
 
Ao mesmo tempo em que o jogo não empolgava, o empate no Allianz Parque não caía mal a nenhuma das seleções. As atenções se voltaram aos avisos sonoros sobre o jogo da Argentina, que logo tornaram-se secundários, afinal não era noite para torcer contra Messi: ele virou o jogo no Equador sozinho e fez todos os gols da vitória por 3 a 1 que carimbou o passaporte de sua seleção.
 
A torcida brasileira precisava de um segundo tempo com gols para acordar. E foi o que aconteceu... O Brasil foi “Brasil de Tite”. Abriu a contagem aos nove minutos, com Paulinho aproveitando falha de Bravo após falta cobrada por Daniel Alves. Dois minutos depois, Coutinho fez linda jogada e serviu Neymar, que deu um gol de presente para Gabriel Jesus, no reencontro do camisa 9 com o estádio onde tudo começou.
 
Se marcassem um gol, os chilenos iriam para a repescagem. Desesperado, Bravo foi para o ataque num escanteio e abriu caminho para Jesus marcar mais um nos acréscimos, num contra-ataque mortal. Adeus, Chile...
 

Compartilhe isso

Comentários