Rangel Júnior diz que se aposentará na UEPB e descarta política

Política 13/10/2017 às 10:13


 O reitor da Universidade Estadual da Paraíba,  Rangel, Júnior anunciou que deve se aposentar a partir de 2020 das atividades acadêmicas e políticas administrativas após terminar o  seu mandato à frente da UEPB. Ele também descarta qualquer envolvimento com a política partidária.

 
Rangel Júnior, que tem mais de 34 anos como professor, revelou que seus planos é voltar a se dedicar à musica e atuar no campo da Psicologia, que faz parte de sua formação.
 
“Eu me aposento de fato a partir de 2020 se essa força política que tomou o Brasil não alterar a legislação eque me obrigue a uma punição nova do ponto de vista da aposentaria. Certamente, encerrando meu mandato aqui, encerro minha carreira nesse campo administrativo. Não pretendo me envolver em mais nada nesse sentido e me dedicar a minha área de formação que é a Psicologia e a música de forma geral a qual eu sempre trabalhei”,
 
Questionado se poderia entrar na militância partidária, reitor considerou que o trabalho desempenhado por ele dentro da UEPB por mais de 30 anos já é suficiente.
 
“Descarto em 100%. Só descarto em 100 por esse é o limite senão descartaria em 101%. Não pretendo e não faz parte de nenhum plano da minha vida. Tenho planos para mim mais importantes e que eu não abrirei mão deles. Ser o dono do meu nariz. Quem se atreve a ingressar na atividade política institucional da UEPB como eu que fui presidente do Centro Acadêmico, diretor do Sindicato, vice reitor a mais de 20 anos, e 12 anos como reitor, é muito. Quero me dedicar de fato a coisas mais criativas”, argumentou.
 
VITRINE DO CARIRI
Roberto Targino

Compartilhe isso

Comentários