11º Desafio Estado contra Estado de repentistas será no próximo sábado

Entretenimento 31/10/2017 às 22:56


 Historicamente, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) sempre incentivou e apoiou a realização de atividades voltadas para a produção das artes e a disseminação da cultura paraibana, fortalecendo e ajudando a preservar as tradições, os costumes e a identidade do povo paraibano. Foi assim em 1974, quando a então Universidade Regional do Nordeste (URNe), transformada há 30 anos em UEPB, ajudou a tornar concreto o Congresso Nacional de Violeiros.

 
Com o mesmo ideal de 43 anos atrás, a UEPB mantém seu compromisso com a cultura dos paraibanos e  mais uma vez dará apoio institucional para a realização do 11º Desafio Estado contra Estado de repentistas, evento organizado pelo poeta declamador Iponax Vila Nova e promovido pelo Clube do Repente. Iponax Vila Nova destaca que o apoio cultural da UEPB tem sido fundamental para a realização do evento. “Desde o ano passado a UEPB tem apoiado o evento, graças ao reitor Rangel Junior. Vale salientar que essa Instituição sempre foi uma forte parceira dos poetas e repentistas, tendo sido inclusive uma das apoiadoras do Congresso Nacional de Violeiros, em 1974”, frisou. 
 
O festival será realizado no próximo sábado (4), a partir das 20h, no Teatro Municipal Severino Cabral. A novidade deste ano é que o sorteio das duplas acontecerá no momento da apresentação. Ao todo, 12 cantadores repentistas de cinco estados do Nordeste participarão do desafio. Os repentistas a se apresentar serão Raullino Silva e Antônio Lisboa (RN), Zé Cardoso e Sebastião Dias (RN), Rogério Meneses e Raimundo Caetano (PB), Jonas Bezerra e Acrízio de França (CE), João Lourenço e Hipólito Moura (PI), Luciano Leonel e Zé Galdino (PE). A Paraíba é o Estado com maior número de vitórias no torneio. 
 
Pela primeira vez, o festival será disputado por seis duplas e terá duas comissões julgadoras. As duas comissões julgadoras são formadas por nove pessoas, entre poetas e repentistas, alguns deles já premiados no festival. Uma comissão ficará responsável por julgar a performance de cada dupla, enquanto a outra fará o julgamento individual dos repentistas. 
 

Compartilhe isso

Comentários