Museu de Arte Popular sedia lançamento de livro que homenageia ex-presidente

Entretenimento 06/11/2017 às 20:33


 Nesta terça-feira (7), completam-se 59 anos da última visita do ex-presidente Juscelino Kubitschek a Campina Grande. Não por acaso, no mesmo dia, às 17h30, o Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) sediará o lançamento do livro “Juscelino – Vida e Obra em Verso”, de autoria do poeta Luiz Nunes Alves. A entrada é franca e o evento conta com o apoio do Instituto Histórico e Geográfico de Campina Grande (IHCG). 

 
Admirador obstinado de JK, Nunes, que usa o pseudônimo “Severino Sertanejo” em seus escritos, teve um trabalho épico. A obra, saída pela Editora Ideia, contém mais de 30 mil versos, em quase cinco mil estrofes, distribuídas em 480 páginas, trazendo a biografia daquele que se notabilizou não apenas por idealizar a construção de Brasília (DF), mas que foi escolhido em 2011 como o brasileiro do século. 
 
No prefácio, Murilo Melo Filho, da Academia Brasileira de Letras (ABL), ressalta a “exuberante exibição de rimas e de versos reunidos pelo talento de um inspirado poeta, que faz um jogo de palavras ajustadas à sua competência de admirável versejador, debruçado sobre a vida e a obra de um dos maiores estadistas brasileiros de todos os tempos”. O livro tem nota de capa do escritor Bráulio Tavares e conta, ainda, com introduções assinadas por Juarez Farias, da Academia Paraibana de Letras (APL) e de Ronaldo Cunha Lima. 
 
Toda a renda advinda da comercialização dos livros será destinada ao Instituto São Vicente de Paulo. Outras informações podem ser adquiridas por meio do telefone (83) 3310-9738.
 
Sobre Luiz Nunes Alves
 
Luiz Nunes Alves nasceu no município de Água Branca (PB), em 16 de abril de 1934. Filho de Antônio Alves da Silva e Marta Nunes de Souza, fez o curso primário no Grupo Escolar José Nominando, na sua terra natal, o Ginasial, no Colégio Nossa Senhora do Bom Conselho, em Princesa Isabel, e o secundário, no Liceu Paraibano. É formado em Direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). 
 
Iniciou sua carreira de servidor do Estado como caixa de crédito imobiliário da Paraíba. Foi diretor do Departamento de Crédito Cooperativo e secretário do Planejamento. Em março de 1971 foi empossado no cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Exerceu a função de professor de Ciências das Finanças e de Direito Financeiro na UFPB. 
 
Amante das letras escolheu a Literatura de Cordel como área de estudo, à qual dedica o seu tempo, pesquisando e produzindo trabalhos diversos. Além de “Juscelino – Vida e Obra em Verso”, escreveu "História da Paraíba em verso", obra editada dentro das comemorações do IV Centenário da Fundação da Paraíba, "A vida de Delmiro Gouveia em verso", "Inácio da Catingueira, o gênio escravo", "Coisas da minha sala", "A princesa Magalona e o seu amor por Pierre" e "Napoleão, amor e guerra", entre outras publicações.
 

Compartilhe isso

Comentários