Ubam diz que os municípios serão mais beneficiados com a eleição de Zé Maranhão

Política 08/11/2017 às 16:39


 Em café da manhã oferecido hoje, a profissionais da imprensa, pela União Brasileira de Municípios (Ubam), na sua Sede, localizada na Avenida Epitácio Pessoa, na capital, o presidente da entidade, executivo Leo Santana, destacou a importância de uma escolha para o governo do estado, que seja técnica e que pontue a experiência, mais do que as arrumações político-partidárias. 

 Segundo ele, o único pré-candidato ao Palácio da Redenção com bagagem que reúne experiência, moralidade, austeridade nos gastos públicos, seriedade e inúmeras realizações de obras estruturais pelos municípios paraibanos é, sem sombra de dúvidas, o Senador Zé Maranhão (PMDB).
 
Leo Santana citou algumas obras do então governador Zé Maranhão, que conseguiu apagar o último candeeiro, desenhando um novo perfil de eletrificação urbana e rural no estado. Ele lembrou a construção do Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, o Viaduto do Oitizeiro, a PB 008 que liga a capital ao litoral sul, a duplicação da BR 230, que era a mais perigosa via de acesso a Campina Grande e sertão e investimentos que ultrapassaram R$ 100 milhões, para terminar a construção e equipar o hospital de Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, inaugurado no governo atual.
 
O presidente da Ubam ressaltou que eleito governador em 2018, pela experiência, Zé Maranhão continuará o Plano das Águas, objetivando continuar o projeto de inclusão hídrica dos municípios, evitando que Campina Grande e dezenas de cidades do Cariri, Curimataú e Sertão estivessem sofrendo tanto com os efeitos da estiagem prolongada e os reflexos do semi-árido paraibano.
 
“Vamos conclamar os 222 prefeitos da Paraíba que pontuem a escolha técnica, de experiência, honestidade e reserva moral, não se apegando aos discursos de almofadinhas, que percorrem as cidades, prometendo o que nunca cumprem, porque nunca tiveram palavra, oferecendo cargos que ainda nem possuem, mergulhados em investigações policiais federais e de órgãos de controle externo, por prática de desvio de recursos públicos e de conduta”.
 
“Os municípios estão asfixiados e necessitados de ajuda. Zé Maranhão foi o melhor governador para as cidades, porque nunca tratou de forma diferente os aliados e adversários, mas tratou todos de igual para igual. Sempre se manteve coerente com seus princípios de austeridade e moralidade, algo que falta a muitos nesse contexto nefasto vivido pelo país.”
 

Compartilhe isso

Comentários