Às vésperas do Paraibano, estádios estão com pendências na Paraíba

Esporte 08/11/2017 às 17:17


 Sete estádios da Paraíba ainda não possuem condições de receber os jogos do Campeonato Paraibano de 2018, que tem início marcado para o dia 7 de janeiro. A declaração foi feita pelo procurador de Justiça, Valberto Lira, que é o presidente da Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios da Paraíba, após a reunião realizada na tarde desta terça-feira c Federação Paraibana de Futebol, representantes dos 10 clubes participantes do estadual do ano que vem, os gestores dos estádios e integrantes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

De acordo com Valberto, os Estádios Amigão e Presidente Vargas, em Campina Grande; o Sílvio Porto, em Guarabira; o Marizão, em Sousa; o Perpetão, em Cajazeiras; e o José Cavalcanti, em Patos; ainda não estão aptos para sediar os jogos. Além disso, os gestores dos sete estádios vão ter até o dia 24 para solucionar as pendências. Na data, uma nova inspeção vai ser realizada.

- Todos os anos os laudos dos estádios são apresentados. Existe o compromisso dos gestores dos estádios para que os problemas sejam resolvidos e isso não acontece. Por isso, ficou determinado agora que o dia 24 de novembro será a data limite para que a comissão avalie se as correções foram feitas. Se não forem atendidas, infelizmente, vamos ter alguns estádios que não vão poder sediar os jogos ou, pelo menos, com a presença de torcida – afirmou Valberto.

Valberto porém, não citou o Estádio Almeidão, que fica em João Pessoa, e, inclusive, foi o palco da decisão do Campeonato Paraibano deste ano. Apesar da declaração de Valberto Lira, o presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, minimizou a urgência em solucionar as pendências dos estádios. Segundo o dirigente, ainda restam dois meses para a bola rolar no campeonato e considera natural as dificuldades que todo o estado enesse período.

- Essas reuniões que antecedem o início do campeonato, são sempre muito proveitosas. A cada ano, as benfeitorias vem sendo feitas. Logicamente, ainda existem dificuldades, afinal são estádios públicos. Mas aos poucos, nós vamos conseguindo solucionar, com a compreensão da Comissão, vamos realizar o Campeonato Paraibano, que começa em janeiro. E, até lá, nós temos quase dois meses para solucionar alguns problemas – garantiu Amadeu.

Compartilhe isso

Comentários