Museu de Arte Popular da Paraíba receberá lançamento do livro "Canta Dores"

Cultura 29/11/2017 às 21:00


 Na próxima sexta-feira, 1º de dezembro, às 19h30, em Campina Grande, o Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), receberá o lançamento do livro "Canta Dores", da jovem poetisa Isabelly Moreira. É a primeira obra da autora, considerada, porém, uma veterana na poesia popular, já dispondo de um trabalho reconhecido. O evento tem entrada franca.

 
Isabelly é de São José do Egito (PE), no Sertão do Pajeú, e conta que sua estreia precisava abordar o universo pessoal dela. “A ideia de escrever este livro aflorou com a vontade de juntar um taco da minha produção poética. Contudo, eu tinha um compromisso comigo e com minha terra, de que o meu primeiro fruto literário deveria, além de dizer quem sou, mostrar de onde vim. E a forma que encontrei de fazer isso foi transformar minha caneta numa viola imaginária e sair passeando por diversos estilos poéticos da cantoria”, disse. 
 
Com prefácio de Andreia Miron e apresentação de Dedé Monteiro e Rogério Menezes, "Canta Dores" conta com 55 poesias. “Os livros sempre me deram um conforto muito grande. Ler sempre foi uma das minhas atividades favoritas, escrever tornou-se outra delas. No entanto, escrever poesia virou questão de necessidade. As brincadeiras de rimar e a paixão pela literatura de cordel tiveram o caldo engrossado quando me deparei com o universo da cantoria de viola. Era mágica e sublime a maneira como eles, os violeiros, amarravam uma linha na outra e saíam costurando a estrofe feita na medida do improviso e, mesmo saindo versos grandes, terminavam cabendo na palma da mão da plateia”, destaca. 
 
Assim, cada página, conforme Isabelly Moreira, traz a incumbência de render homenagens a todos os violeiros repentistas e a todos os poetas de alma, especialmente os que glosaram suas vidas em solos pajeuzeiros. “A poesia não morre, porque há sentimento vivo, e a cantoria continua, porque a vida é feita de repente”, finalizou. 
 
Mais sobre Isabelly Moreira
 
Isabelly Moreira nasceu em 1993. Sempre se interessou pelas tradições poéticas cultivadas na sua região. Em 2009, passou a declamar e desenvolver outras atividades artísticas, sendo que um ano mais tarde começou a fazer os recitais profissionalmente. Também integra o grupo “As Severinas”, desde que foi formado. Nele é efetivado um trabalho regional, mesclando música e poesia. 
 
A carreira promissora da poetisa inclui apresentações em inúmeros palcos e eventos do Nordeste, além de versos publicados no livro “Cancão, o gênio inocente”, do poeta Paulo Passos; participação no CD de poesia “Dedé Monteiro Voz e Amigos”, do poeta Dedé Monteiro; produção local da turnê do espetáculo “Lampezão e Maria Botina”, no Pajeú, feita pelo grupo Caravana Tapioca em abril de 2014. 
 
Também foi produtora cultural dos I e II Cantos (di)Versos e do I e II Movimento Deixa Ser - eventos festivos de caráter cultural, efetuados entre 2009 e 2014, e apresentadora da Festa de Louro – 101 anos de Louro, 60 anos de Zeto, edição 2016, e 102 anos de Louro e 100 de Zezé Lulu, edição 2017, em São José do Egito. Em 2015 foi premiada com o segundo lugar no concurso de poesia Recitata, realizado anualmente na capital pernambucana.
 
Outras informações: (83) 3310-9738
 

Compartilhe isso

Comentários