Sinal analógico da TV aberta vai ser desligado em 180 dias em 13 cidades da PB

Entretenimento 01/12/2017 às 15:49


Faltam 180 dias para o desligamento definitivo do sinal analógico da TV aberta em 13 municípios espalhados pelo estado. A partir do dia 30 de maio de 2018, todas as emissoras locais, incluindo a TV Cabo Branco, passarão a ser transmitidas apenas na tecnologia HD (alta definição; do inglês, high definition).

A medida serve para João Pessoa, Alhandra, Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Marcação, Mari, Riachão do Poço, Santa Rita, Sapé e Sobrado. Até a data estipulada, os moradores dessas cidades que quiserem continuar assistindo à programação da TV aberta deverão adquirir um televisor com conversor integrado ou um decodificador externo.

Beneficiários de mais de 20 programas sociais têm direito a um kit gratuito, composto por uma antena UHF, um cabo e um decodificador. Para solicitá-lo, é necessário ligar para o telefone 147 ou acessar o site da Seja Digital e informar o CPF ou Número de Identificação Social.Para alertar os telespectadores, desde maio deste ano, a TV Cabo Branco está inserindo uma marca com a letra “A”, de analógico, no canto superior direito da tela e ainda mensagens sobre o “apagão”. Além disso, está no ar, nos intervalos comerciais, uma campanha institucional com foco nos benefícios da nova tecnologia.

O processo de implantação da TV digital na Paraíba começou em João Pessoa com a fase de testes em 2009. Naquele ano, a TV Cabo Branco se tornou oficialmente a primeira emissora a inaugurar a tecnologia no estado. Em Campina Grande, a televisão com cara de cinema chegou em 2013, fazendo da TV Paraíba a pioneira em HD no interior paraibano. No ano de 2014, o sinal foi inaugurado nas regiões de Itabaiana, Patos, Guarabira, Sousa e Cajazeiras. Dois anos depois, foi a vez da região polarizada por Catolé do Rocha. 

Entre as vantagens da TV digital, destaca-se a alta qualidade da imagem (seis vezes melhor do que a atual) e som (compatível com a de aparelhos home theaters), que oferece uma resolução de cinema em casa, sem ruídos nem interferências. Outro benefício é a portabilidade, que permite a recepção do sinal em aparelhos portáteis, como telefones celulares e televisores de mão – desde que estes sejam equipados com receptor de TV. E não para por aí. Graças à tecnologia, também é possível assistir à programação por meio de equipamentos mobile, como no carro, por exemplo.

Com informações do Jonal da Paraíba

 

 

Compartilhe isso

Comentários