Justiça determina que União pague translado de paraibana morta em voo

Paraíba 02/01/2018 às 11:09


 A Justiça da Paraíba determinou que a União pague o translado da paraibana Flávia Luiza da Silva, de 38 anos, que morreu durante um um voo de São Paulo para Paris em de dezembro 2017. A decisão da 7ª Vara Federal da Paraíba foi proferida nessa segunda-feira (1º) e partiu de um pedido feito em uma ação judicial promovida pelas irmãs da paraibana.

 
De acordo com a decisão do juiz Rodrigo Cordeiro de Souza Rodrigues, a decisão em caráter provisório a favor da família se dá, também, pela urgência do translado, uma vez que a Instituto de Medicina Legal de Paris informou às autoridades brasileiras que o prazo para remoção do corpo da paraibana acaba no dia 8 de janeiro deste ano.
 
Conforme decisão judicial, o descumprimento de decisão incide na pena de multa diária de R$ 20 mil até o limite de R$60 mil.
 
Relembre o caso
 
A paraibana Flávia Luiza da Silva de 38 anos morreu durante o voo entre o Brasil e a França. Ela havia deixado a Paraíba no último dia 2 de dezembro com destino a Itália.
 
De acordo com a família, ela embarcou em Recife e deveria fazer escala em São Paulo e em Paris, antes de chegar na Itália.
Uma amiga esperava a paraibana no aeroporto,como ela não chegou, começou uma intensa busca por informações. Após 19 dias, a família descobriu que Flávia estava morta.
 
Desde então eles tentam ajuda junto a empresa de aviação Air France e a embaixada Brasileira em Paris para trazer o corpo para o Brasil.
 

Compartilhe isso

Comentários