Brasil aguarda informações sobre prisão de brasileiro na Venezuela

Brasil 05/01/2018 às 20:52


 O Ministério das Relações Exteriores afirmou que as autoridades venezuelanas não têm respondido aos pedidos de informação sobre a prisão do cidadão brasileiro Jonatan Moisés Diniz na Venezuela.

No dia 27 de dezembro, o deputado governista Diosdado Cabello anunciou em seu programa de televisão que Jonatan tinha sido detido por participar de uma “organização criminosa com tentáculos internacionais”, funcionando por meio de uma entidade de fachada para financiar grupos de oposição.
 
Nas redes sociais, Jonatan publicava pedidos de doações para a ONG Time to Change the Earth – tempo de mudar o planeta. Ele diz que a instituição trabalha com caridade. Ele também fazia postagens contra o governo de Nicolás Maduro, incluindo um vídeo em que aparece um grupo de homens fardados se dizendo o Exército que libertaria a Venezuela do que eles chamaram de uma ditadura assassina.
 
Segundo a nota do Ministério, desde que tomou conhecimento da prisão, o Consulado-Geral do Brasil em Caracas entrou em contato com autoridades policiais para pedir informações sobre a localização e a situação jurídica do brasileiro, assim como solicitar visita consular.
 
Nem polícia nem o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela ou a embaixada do país em Brasília responderam ao governo brasileiro. A reportagem tentou contato com a embaixada, mas os telefones não foram atendidos.
 
Os governos brasileiro e venezuelano estão em crise diplomática desde dezembro do ano passado, quando o embaixador do Brasil em Caracas foi declarado persona non grata pela Assembleia Nacional Constituinte.

Compartilhe isso

Comentários