Presidente da Ubam elogia Ricardo e prevê vitória de Maranhão no 1º turno

Paraíba 09/01/2018 às 15:14


 O presidente da União Brasileira de Municípios (Ubam), Leo Santana, elogiou o governador de Ricardo Coutinho, considerando-o como “um dos mais eficientes e sérios, que quebrou paradigmas da política paraibana, com o seu estilo próprio de fazer de administrar, como uma arte em benefício da população”.

Segundo Leo Santana, a política da Paraíba começa a ser redesenhada, com a disposição do MDB, seu partido, de lançar a candidatura do eminente senador José Maranhão, que governou a Paraíba por três mandatos, deixando um legado de obras estruturantes, reorganização fiscal e econômica do estado e a austeridade nos gastos públicos, marca registrada do seu governo.
 
Ele prevê uma eleição que deverá ser decida no 1º turno, devido o processo de mudança em que está em curso, pois enquanto as chamadas           “oposições” se digladiam para fechar questão em torno de um candidato, tendo que atender ao vaidade de Cartaxo e os interesses pessoais de outros, Zé Maranhão, com seu jeito simples e de uma credibilidade invejável, percorre os municípios e ganha cada vez mais a simpatia do eleitorado, que já conhece o estilo sério e experiente de quem conseguiu apagar o último candeeiro na Paraíba, construiu adutoras e reorganizou o estado.
 
O dirigente municipalista acredita num grande processo de mudança das bancadas federal e estadual, considerando o descrédito da classe política, chegando a uma imensa troca de comando nos governos de quase todos os estados brasileiros, atingindo também em pelo menos 60% na câmara, no senado e nas assembléias legislativas.
 
“O povo dará a maior lição de moral à política do país, em 2018, ano em que o Brasil terá grandes mudanças, quando serão eleitos os que possuem ficha limpa, deixando de fora os que estão sendo investigados por qualquer forma de desvio de recursos públicos. O povo está de olho”.
 
Leo Santana ressaltou que o enfraquecimento da candidatura de Luciano Cartaxo se dá por conta da sua falta de credibilidade, já que sua administração é investigada e acusada pela Controladoria Geral da União (CGU), Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal, a respeitada PF, por desvio de quase 10 milhões de reais da obra do Parque da Lagoa. O povo ta cansado dessas velhas práticas, mesmo que pareçam novas lideranças, mas com o estilo do passado.

Compartilhe isso

Comentários