Stênio Soares aborda racismo em performance no Centro Cultural Casa da Pólvora

Cultura 11/01/2018 às 20:28


 Uma performance que questiona a racialização da cor, na qual o artista assume o risco que isso venha a expor. Assim pode ser definido “Preto s/ preto” – preto sobre preto –, do artista Stênio Soares, que será realizada nesta sexta-feira (12), às 17h30, no Centro Cultural Casa da Pólvora. O evento é realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope). A entrada é gratuita.

 
“Preto s/ preto”, que faz parte do “Projeto Cálice! Ou Negras Memórias Construção n. 3”, é um programa de dezesseis poemas corporais e efêmeros que podem ser realizados em espaços abertos e/ou galerias, conforme o jogo com o anagrama criado a partir das letras ‘a’, ‘d’, ‘i’, ‘s’, escolhido pelos colaboradores, no qual ele pretende compartilhar e aprofundar com os colaboradores a ideia de corpo-testemunha.
 
“É um trabalho que trago a ideia de ‘corpo-testemunha’ como perspectiva do lugar de fala do sujeito, como depoimento de quem experimenta diretamente a realidade que se fala. As ações desse projeto perfazem impressões de um estado de horror que eu vinha sentindo a respeito do extermínio da população negra, e como esse fenômeno demonstra uma expressão do racismo à brasileira”, explicou o artista.
 
De acordo com o artista, a performance “Preto s/ preto”, é o resultado de uma vivência da realidade que ele denuncia na série de trabalhos que compõem o projeto “Negras Memórias”.“Diariamente pessoas negras são sistematicamente submetidas à condições insuportáveis de vida. Essa realidade eu não fiquei sabendo, essa é a realidade que enquanto homem negro eu vivo”, disse.
 
O artista – Paraibano radicado em Curitiba, Stênio Soares é performer e desenvolve o processo poético “Negras Memórias” com ações continuadas desde 2011. Doutor em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (USP), foi professor dos cursos de bacharelado em Artes Cênicas, licenciatura em Teatro e licenciatura em Artes Visuais pela Universidade Estadual do Paraná. Atuou junto à Unesco, Ministério da Cultura e Ministério dos Diretos Humanos.
 
Serviço
 
Preto s/ preto(Projeto Cálice! Ou Negras Memórias Construção n. 3)
 
Atração: Stênio Soares
 
Local: Centro Cultural Casa da Pólvora (Ladeira de São Francisco, s/n – Centro)
 
Data: Sexta-feira (12)
 
Horário: 17h30
 
Entrada gratuita

Compartilhe isso

Comentários